Esportes sempre foram lugares ideias para os anunciantes se exporem, e impactarem milhares e até milhões de espectadores com logos, mensagens e até mesmo nos uniformes.
Isso não é novidade para ninguém.

É fácil lembrar alguns exemplos memoráveis como camisas de times clássicas como a do Corinthians da Suvinil e o Palmeiras com a Parmalat. Até mesmo algumas mais impactantes, como WWF apagando o gramado para alertar o desmatamento ou quando um Rappi entregou a bola da final dentro do gramado.

Mas os esports e o mercado de games no geral nunca tiveram esse mesmo apelo, bom menos quando seu Adgame vira um clássico cult como é o caso de Pepsiman no mercado japonês.

Mesmo com a ascensão dos grandes ligas como LoL, Majors de CS, EVO e The International as marcas apenas ficam do lado de fora das telas ou no máximo dentro dos overlays.

Isso até agora, porque na última semana a Riot anunciou que todas as ligas regionais e as fases mundiais terão a adição de estandartes especiais com os logos dos parceiros e patrocinadores como esse exemplo aqui da Mastercard.

Agora, porque isso é tão diferenciado em questões de formato publicitário?

Primeiro os anunciantes estarão em um lugar EXTREMAMENTE privilegiado que é onde o jogo se passa nos primeiros 10 minutos então a câmera estará focada um bom tempo nos Logos e é exatamente onde os espectadores estão olhando, não no cantinho da tela onde ficam os rotativos.

Segundo ponto, essa jogada aconteceu no torneio MLG Columbus Major CS:GO e foi executada pelo brasileiro Coldzera, após a jogada a parede onde ele estava ganhou um spray homenageando a jogada que rendeu o título para a equipe brasileira.

Agora vamos imaginar um universo que o mesmo logo da Mastercard estivesse onde hoje é o "Spray do Cold" e a narração fosse eternizada como: “Cold segurando B pelo Mastercard” e esse momento fosse eternizado na comunidade como "Coldzera legendary 4 kill on Mastercard". Ou tantas outras jogadas que entraram para a história como a The Play em Dota 2 fosse batizadas por onde a marca estava aparecendo naquele momento, as marcas estariam eternizadas junto.

3º e último ponto vale apenas para jogos mais recentes ou novas entradas.

Esse ponto é bem popular no Valorant que está estreando agora, conhecido como céu, mas se ele tivesse o logo da C&A aqui, com certeza uma frase muito comum dos jogadores seria “To cobrindo o bomb A aqui do C&A”.

Esse é apenas o primeiro de muitos passos para que irão mudar a realidade dos anunciantes dentro do mercado de games, nos deixando trabalhar mais criativamente.